domingo, 5 de fevereiro de 2017

Memories

Solitude
noun
    the state or situation of being alone. 
    "she savored her few hours of freedom and solitude"
    synonyms: loneliness, solitariness, isolation, seclusion, sequestration, withdrawal, privacy, peace

Solitude.



Trouxe hoje bem rápido uma compilação de fotos de simplesmente... momentos. Momentos comuns do dia-dia. O motivo delas é primeiramente o fato de eu gostar de postar fotos com temas, e como ainda não terminei minha última série de fotografias, pra não deixar o blog desatualizado resolvi postar estas fotografias que tirei ao longo das últimas semanas. São de momentos comuns do dia-dia, mas que se prendem a minha memória. Sempre tive essa coisa de guardar com detalhes na memória momentos totalmente normais, e relembra-los com carinho diversas vezes durante a vida. 
Estou pra me mudar, e pretendo postar a última série de fotografias antes de ir pra casa nova. Um novo ciclo irá começar, e pretendo renovar-me junto ao chegar por lá. Depois de ir começarei a postar muito por aqui, e tenho o sentimento aconchegante no coração que estou partindo pra novos rumos calmos e alegres.

Mais em:
Photography page
✫ Flickr

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Afternoon Moon.

Moon river 
Wider than a mile 
I'm crossing you 
In style some day 
Oh, dream maker 
You heart breaker 
Wherever you're goin' 
I'm goin' your way(...)




(...)Two drifters 
Off to see the world 
There's such 
A lot of world to see 
We're after 
The same rainbow's end 
Waitin' 'round the bend 
My huckleberry friend 
Moon river 
And me.

.
Mais em:
✫ Flickr
✫ Polyvore

Elizabeth

Atualização de postagem em 06/02/2017: Essa é uma parte da decoração do meu quarto no dia 23/01, agora já não está mais assim, estou sempre mudando. 
 




Mais em:
✫ Flickr
✫ Polyvore

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

My mind's lost in bleak vision.



(my mind's lost in bleak vision
i've tried to escape but keep sinking)



Cartinha da Mia, que irei mostrar melhor mais pra frente.









Juntei algumas fotos que tirei de um livro muito bonito que tenho, que contém diversas histórias de contos de fadas, daquelas clássicas e nem tão "bonitinhas" como foi popularizado mas que ainda sim acho interessante de se ler. O livro contém inúmeras ilustrações de muitos ilustradores diferentes, cada um com sua visão da história. Não fotografei todos pois são muitos. Novamente peço desculpas pela ausência por aqui, tudo anda corrido e as vezes sinto-me trancada no interior de mim, e mesmo que me force sair, é difícil e em vão.
Essas fotografias são de 20 Dezembro de 2016, e é só o que quero levar de memória do ano que se passou. Fiz 20 anos dia 25 de Dezembro, e é estranho pois imaginava que seria diferente, e que não chegaria tão rápido.

Feliz ano novo. 🌟

Mais em:
✫ Flickr
✫ Polyvore


quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Candles and Fire 🌟

Os dias estão passando rápido, já posso ver alguns pisca-piscas nas casas ao olhar pela janela. Esses dias andei tirando várias fotos com as pinhas que tenho aqui, pois tenho muitas já que em meu condomínio há de monte. Desde pequena sempre gostei de pinhas, e adorava molha-las pra vê-las fechar pois achava fascinante observar como acontecia mesmo sem entender muito bem como e o porquê. Estou ansiosa para Dezembro, pois estou com boas perspectivas para o ano seguinte, e somente essa data pode me dar um certo sentimento inexplicável que apenas o natal pode proporcionar. Eu nasci no natal, então ele acaba por ser ainda mais especial pra mim. Por falar em luzes, as fotografias de hoje são sobre velas, lanternas e fogo.









E para terminar, um pequeno e singelo vídeo que fiz. 


Música: "Variations for the Healing of Arinushka" por Arvo Pärt.

Bom, é isso. Estou cansada e preciso dormir, já é tarde e ando dormindo muito pouco esses dias. Estou preparando muitas coisas novas para postar aqui, como um pouco da minha coleção de livros da Alice de Lewis Carroll, alguns livros interessantes de pintura que tenho e várias outras coisas. Só preciso dar um jeito na minha câmera que está com a bateria esquisita :(

Deixo vocês por hoje além das fotografias e do vídeo, com uma música que gosto muito, e que é perfeita pro post de hoje.



Já estão ansiosos para o natal?


Mais em:
✫ Flickr
✫ Polyvore

domingo, 13 de novembro de 2016

Irmãs Brontë e Outono


Durante essas últimas semanas que se passaram, tive bons momentos de inspiração onde pude tirar muitas fotografias, coisa que a tempos estou querendo fazer. Pra esse post preparei essas quatro fotografias, que me remetem ao outono, onde as folhas ficam secas pra então cair e dar lugar as novas. Por aqui em meu condomínio há uma quantidade enorme das mais variadas árvores, e durante essa época o chão se cobre com os mais variados tons do outono. Gosto recolher algumas e guarda-las com cuidado, assim como galhos e pinhas. Aproveitei e peguei essa edição que tenho das irmãs Brontë, que contém as histórias de "Jane Eyre" por Charlotte Brontë, "Wuthering Heights" por Emily Brontë e "Agnes Grey" por Anne Brontë. É uma edição que me encantou desde o momento que a vi em um passeio pela Livraria Cultura com meu pai, um dia aliás onde comprei muitos livros e edições bonitas, um dia que guardo com carinho. Na livraria haviam muitas outras edições impecáveis de livros famosos, e sempre que vou por lá fico sem saber pra onde ir de tantos livros bonitos que podemos encontrar por lá. Pretendo voltar lá em breve pra comprar mais, e pretendo mostra-lo depois com mais detalhes. Por ora, deixo vocês com The Brontë Sisters - Three Novels e lembranças do outono.








terça-feira, 11 de outubro de 2016

Winter Memories

“There are adventures of the spirit and one can travel in books and interest oneself in people and affairs. One need never be dull as long as one has friends to help, gardens to enjoy and books in the long winter evenings.” ― D.E. Stevenson, Listening Valley



Olá novamente! Quanto tempo, não? A todos que costumavam acompanhar este blog e aos que são novos visitantes. Fiquei muitos meses (creio que até chegou a um ano) longe daqui. As vezes é necessário se afastar do mundo, e das coisas que nos cercam de uma realidade ruim. Durante os últimos tempos, e desde que costumava aparecer por aqui, muitas coisas mudaram. Muitas coisas ruins aconteceram, do mesmo modo que coisas boas apareceram. Eu cresci, e amadureci. Me entristecei  também, visitei lugares em sonhos desperta e acordada, senti muitos apertos no coração, conheci muitas músicas, livros e filmes bons, fiquei de cama, mas me senti livre quando pude sair por aí de novo. Percebi que nós temos tanto ao nosso redor e nunca valorizamos, simplesmente por estar ali, como sempre esteve. Porém, basta apenas as coisas que sempre estiveram ali começarem a mudar, que vemos o quanto tudo é ambíguo, o quanto o tempo não é nada, e ao mesmo momento, é tudo. Como as coisas estão em nossa volta por um instante, e no outro apenas se tornam memórias, como nossa mente pode ser uma incrível companheira ou uma terrível inimiga, e como as vezes a vida nos dá várias segundas chances.
O nome novo do blog remete ao meu livro, que venho escrevendo á alguns anos, e que vou postar algumas coisas sobre por aqui com o tempo. Espero que você que acompanhava o blog possa voltar a se aventurar comigo por aqui, e você que é um visitante novo possa se sentir em casa.

Preparei pra essa primeira postagem algumas fotografias que tirei em dias tristes, quando era inverno. As folhas dessa árvore que fica em frente a minha janela haviam todas caído havia um tempo, mas apenas um ou dois dias depois a árvore estava cheia de folhas verdinhas novamente, e agora, pequenas flores amarelas estão florescendo. Mais pra frente irei postar algumas fotos dela atualmente por aqui :)
Gosto muito de ver como a natureza muda a cada estação, assim como a luz do céu muda a cada vez que piscamos. Há dias como nas fotografias abaixo em que tudo está cinza, dias que carregam consigo uma melancolia difícil de se explicar. Não é exatamente uma tristeza das que nos fazem mal, mas uma atmosfera triste, lenta e preguiçosa. Me trás sensações de memórias antigas, flashes de memória de coisas que não sei se realmente aconteceram e de dias que em sua maioria não carregam nada de especial, mas que por algum motivo se mantêm vivo em minha memória. Nessas últimas, minha gata Luna apareceu dando seu ar da graça, observando as coisas pela janela dramaticamente.


     









































Como essa primeira postagem carregou uma atmosfera melancólica, deixo aqui duas playlists para ouvirem no Spotify. A primeira uma que eu fiz, com músicas que considero músicas tristes e calmas, mas não que necessariamente falem sobre tristeza. E a segunda, feita pela minha fada querida Mia.
Ouçam e aproveitem.




Espero que tenham gostado das fotografias (e da Luna) e das playlists. Nos vemos na próxima postagem, e esperemos por dias alegres.